[ editar artigo]

Como condicionar o seu cérebro a ser mais feliz

Como condicionar o seu cérebro a ser mais feliz

O que a ciência fala sobre gratidão? E como isso pode ajudar líderes? João Paulo Pacifico, CEO do Grupo Gaia explica como a prática da Gratidão faz bem e pode ajudar a ser mais feliz.

 

Neste artigo vou falar sobre algo super simples, que nos últimos anos a ciência descobriu que pode mudar a sua vida… e mais… que você pode condicionar o seu cérebro!!!

No final, um vídeo de 51 segundos e um link para um exercício que vai comprovadamente te fazer mais feliz!!!

Aproveite ;-)

Você já pensou que sempre, na sua vida você precisou de alguém???

Desde os pais, passando pelos professoreslíderesamigosclientes, sempre precisaremos de outras pessoas para a nossa sobrevivência.

Entretanto, muitas vezes o reconhecimento não faz parte de nossa cultura e o egocentrismo nos leva a achar que somos os únicos responsáveis pelas nossas conquistas.

Somos os maiores responsáveis por tudo o que acontece conosco, mas não os únicos!!!

Ao termos ciência disso, desenvolvemos a GRATIDÃO.

 

"A Gratidão é o sentimento ou reconhecimento do benefício que alguém lhe fez ou fará.”

 

Mas o que a ciência diz sobre isso???

I. Em um experimento feito por Emmons & McCullough (2003) o grupo que fez o Jornal da Gratidão apresentou as seguintes vantagens em relação aos demais: 

  1. praticaram mais exercícios; 
  2. tiveram menos problemas físicos; 
  3. sentiram-se melhores em relação à sua vida e 
  4. ficaram mais otimistas sobre a semana seguinte. 

 

II. Em uma pesquisa feita com um grupo de enfermeiras da Cleveland Clinic, a maior reclamação das enfermeiras era a falta de reconhecimento dos cirurgiões. 

Em seguida os pesquisadores foram entender a visão dos médicos e eles disseram a mesma coisa... mas em relação à direção do hospital.

PERGUNTA: Já percebeu que uma das maiores reclamações das pessoas que pedem demissão é a falta de reconhecimento???

 

III. Crianças que praticam a gratidão têm mais atitudes positivas na escola e com suas famílias (Froh, Sefick, & Emmons, 2008). Bora fazer crianças mais gratas!

Por ser uma virtude, a Gratidão exige alguma disciplina mental, pois, em certos momentos, é contra a nossa tendência natural, como disse o psicólogo americano Rick Hanson:

 

“Nossa mente é como velcro para as informações negativas e teflon para as positivas” ~ Rick Hanson

 

A boa notícia

A notícia boa é que assim como outros hábitos, é possível desenvolver essa virtude.  

Então, se você não sabe se é grato, não se considera muito grato e/ou quer ser mais grato, tenha certeza que isso pode mudar!

Abaixo o vídeo de 51 segundos explicando o exercício:

 

Comece hoje a fazer o seu Jornal da Gratidão.

 

"A gratidão não é somente a maior das virtudes, mas a mãe de todas as outras” ~ Cícero

 

Termino esse artigo com a mais profunda gratidão por ter lido e desejando que você desenvolva essa virtude, pois certamente será ainda mais feliz!!!

abraços,

João Paulo Pacifico

Fontes:

  • Onda Azul
  • O Jeito Harvard de Ser Feliz, Shawn Achor
  • Gratitude Works! A 21-Day Program for Creating Emotional Prosperity, Robert Emmons
  • Emmons & McCullough, 2003
  • Froh, Sefick, & Emmons, 2008

 

Você tem uma experiência sobre esse assunto e quer compartilhar com outros líderes? Clique aqui e escreva seu artigo!

Ou se inspire com esses outros artigos incríveis sobre Liderança:

Autogestão: o que é, e quais os benefícios?, por Flora Victoria, fundadora do SBCoaching.

Você conhece seus principais talentos?, por Kiko Kislansky, fundador da Cazulo. 

Líder Academy
João Paulo Pacifico
João Paulo Pacifico Seguir

curioso, otimista e ativista ;-)

Ler conteúdo completo
Indicados para você