[ editar artigo]

Como fazer boas escolhas

Como fazer boas escolhas

Líderes tomam decisões desafiadoras cotidianamente. Rafaela Rolim, CEO da Brazilian Experience, destaca um exercício para refletir melhor antes de fazer uma escolha importante.

 

Tomar uma decisão pode ser desafiador. Muitas vezes temos tantas opções que é difícil escolher uma. Há um sentimento de que perderemos algo.

Durante este período de incerteza, muitos de nós precisamos fazer escolhas importantes.

Sempre que me vejo diante da intercessão entre dois caminhos, busco fazer uma reflexão que integre o racional com meus sentimentos e vontade.

Minha intenção neste post, é ajudá-lo nesse processo compartilhando esse exercício.

Hoje eu quero falar sobre três tipos de decisões:

 

  • Decisões racionais: existem resoluções que envolvem percepções, conceitos, argumentos e ideias. É baseado no próprio conteúdo. Por exemplo, optar por comprar uma passagem aérea com base no custo.

 

  • Decisões do coração: existem alternativas que analisamos a partir do sentir. Elas têm a ver com nossas emoções, experiências, estado de humor e valores. São influenciadas por interações, relacionamentos. Por exemplo, podemos escolher um destino porque gostaríamos de estar lá, pela impressão que temos sobre as pessoas daquele lugar, ou talvez por causa daqueles que queremos encontrar lá.

 

  • Decisões baseadas na ação: essas são as possibilidades que avaliamos com base em nossa vontade, nossas intenções, motivações, energia... Devemos considerar formatos e processos. Por exemplo, refletir sobre as experiências que queremos ter, como optar por fazer uma formação porque você deseja aprender mais sobre um tópico.

 

Anos atrás eu aprendi uma estratégia. É mais fácil tomar decisões quando temos tempo para refletir e considerar essas três dimensões, conectando nossa mente, nosso coração e nossa vontade.

Listar os prós e os contras é uma ferramenta comum, mas aqui está minha sugestão: da próxima vez que você precisar tomar uma decisão, divida-a em três níveis.

Essa reflexão o ajudará a aprender mais sobre você, seus pensamentos, sentimentos e motivações. Recuando e tendo tempo para refletir, você poderá tomar uma decisão com mais autonomia e segurança.

No alt text provided for this image

Pronto para tomar uma decisão consciente?

Artigo publicado originalmente no LinkedIn

 

Você tem uma experiência sobre esse assunto e quer compartilhar com outros líderes? Clique aqui e escreva seu artigo!

Ou se inspire com esses outros artigos incríveis sobre Liderança:

Como condicionar o seu cérebro a ser mais feliz, por João Paulo Pacifico, CEO do Grupo Gaia. 

Você conhece seus principais talentos?, por Kiko Kislansky, fundador da Cazulo. 

 

 

Líder Academy
Rafaela Marina Rolim Marinho Seguir

Coach Certificada pela Time to Think e facilitadora de processos de aprendizagem e liderança colaborativa, com formação no u.Lab: Leading From the Emerging Future (MITx), Sociocracia, Comunicação Não Violenta, Jogo Oasis, Germinar, dentre outros.

Ler conteúdo completo
Indicados para você