[ editar artigo]

Construindo empresas positivas : Segurança Psicológica

Construindo empresas positivas : Segurança Psicológica

Numa época em que se fala muito em humanização, propósito e felicidade no trabalho, o Brasil ainda está longe de ser um modelo de Cultura Positiva. Ainda é grande a quantidade de empresas que terceiriza a responsabilidade quando se trata de tornar os funcionários felizes.

A Cultura do Medo ainda impera por aqui, desencorajando as pessoas a darem um passo além do que poderiam. E quando falamos em cultura do medo, estamos falando não somente da liderança autoritária, mas também de uma gestão engessada, presa em burocracias e em alguns casos, da meritocracia.

Muitas empresas investem pesado em treinamento, buscando um milage que não vai acontecer enquanto a Cultura não for modificada, primeiro de forma hierárquica, nas atitudes, e depois nos processos.

Quando somos comparados a alguém e quando nosso potencial é abafado, nos sentimos paralisados. Começa o processo de "desengajamento". O custo da cultura do medo é alto. Ela pode até funcionar a curto prazo, mas a longo prazo, alimenta uma série de problemas para os quais as empresas insistem em fechar os olhos: ansiedade, stress, depressão, burnout, absenteísmo, conflitos internos e desligamento. Você certamente já deve ter ouvido estas frases: "se não for assim, ninguém faz nada", "é preciso ser firme", "eles não merecem", "se eu não mandar, eles se encostam", "nós premiamos, mas eles não fazem a parte deles".

Premiar os resultados e ter uma arma apontada pra você não é muito motivador. Premiar e exigir que o colaborador abdique da sua vida pessoal para cumprir uma meta quase inalcançável é dar corda para a cultura do medo.

Os pesquisadores Hemant Kakkar e Subra Tangirala, notaram que as pessoas que são mais propensas a oferecer sugestões e soluções, não teriam esta atitude em um ambiente de punição ou medo.

 

Em um estudo recente, chamado Projeto Aristóteles, que buscou descobrir como construir equipes mais produtivas, a Google, através da observação, aplicação de testes e entrevista com seus colaboradores, constatou que as equipes mais produtivas são as que têm maior Segurança Psicológica.

Em ordem, os 5 tópicos importantes para construir uma equipe de sucesso:

1. Segurança Psicológica

2. Confiabilidade

3. Estrutura e Clareza

4. Propósito / Significado

5. Impacto do Trabalho

Os resultados surpreenderam, pois mostraram que as equipes que mais erravam eram mais bem sucedidas que as outras, pois o ambiente de segurança psicológica permite que as pessoas sintam-se confortáveis para se arriscarem mais, um fator importante para o fomento da inovação nas empresas.

Um estudo da Universidade de Toronto mostra que a cultura do medo, quando empresa utiliza o feedback negativo, principalmente aquele dado pelo chefe, ou um feedback positivo que não reflete em ações reais e concretas, mina qualquer criatividade e capacidade de inovar.

A Segurança Psicológica tem a ver com permissão, com escuta e respeito. Permitir o erro, a exposição de ideias e a autonomia, reflete não somente na produtividade, como também na criatividade da equipe, na confiança, na diminuição do absenteísmo e na Felicidade. Todos querem se sentir parte da empresa e ser uma contribuição ao mundo.

Barbara Fredrickson, cientista que realizou grandes contribuições para a Psicologia Positiva, conhecida pela Teoria "Broaden and Built", sobre as emoções positivas, descobriu a importância em cultivarmos as emoções positivas e de adotarmos atitudes que despertem essas emoções nos outros. Um ambiente de trabalho encorajador desperta emoções positivas, aumentando o humor, a facilidade em solucionar desafios e a confiança entre as pessoas.

 

Amy Edmondson, professora de Harvard, define Segurança Psicológica como: "uma crença compartilhada entre os membros da equipe de que a equipe é segura para assumir riscos", e explica que "a Segurança Psicológica da equipe envolve algo além da confiança interpessoal; envolve um clima de respeito mútuo, onde as pessoas sentem-se confortáveis sendo elas mesmas".

Inserir a Segurança Psicológica nas empresas é algo simples, mas requer comprometimento de todos.

Aqui estão algumas ideias de como você pode Desenvolver Estratégias para construir a Segurança Psicológica na sua empresa:

1. Lidere pelo exemplo;

2. Se a equipe precisa de treinamento, participe com ela;

3. Peça feedbacks e ofereça feedbacks construtivos;

4. Reconheça seus erros;

5. Encoraje as pessoas a fazerem perguntas;

6. Esteja aberto a ideias diferentes das suas;

7. Encoraje a escuta ativa

8. Peça a opinião dos outros;

9. Tolere erros;

10. Treine a resiliência;

11. Elogie o esforço;

12. Valorize e incentive novas ideias

13. Enxergue além do erro;

14. Ofereça suporte;

15. Tenha uma caixa de sugestões de melhorias;

16. Não dê espaço a reclamações;

17. Pratique e incentive o não-julgamento

Até a próxima!

Cintia Suplicy

Líder Academy
Cintia Suplicy
Cintia Suplicy Seguir

Sou uma pessoa em constante construção. Adoro uma novidade, um desafio e acredito em um mundo com mais amor e autenticidade. Sou mãe de dois filhos que me ensinam diariamente a ser uma pessoa melhor. Sou psicóloga especialista em psicologia positiva.

Ler conteúdo completo
Indicados para você