[ editar artigo]

É melhor demitir um funcionário tóxico do que contratar um superstar (segundo a ciência)

É melhor demitir um funcionário tóxico do que contratar um superstar (segundo a ciência)

João Paulo Pacifico, CEO do Grupo Gaia explica como um funcionário tóxico pode prejudicar a equipe. 

 

Segundo publicação da Harvard Business School (novembro/2015) o dano que os funcionários tóxicos causam em uma empresa é muito maior do que o beneficio que os Top 1% produzem!

Neste artigo você verá:

1.  Apesar de pessoas tóxicas muitas vezes terem posições de destaque (maquiavelismo tem correlação positiva com liderança), esse tipo de funcionário é extremamente maléfico para a empresa.

2. Como demitir alguém tóxico mas altamente produtivo.

3. É melhor demitir um funcionário tóxico do que contratar um superstar.

Espero que goste!!!

1. Funcionários tóxicos…

 

" Funcionário tóxico é aquele que tem um comportamento prejudicial aos demais funcionários ou à propriedade da empresa.” ~ Housman, Minor

 

Segundo os pesquisadores de Harvard, pessoas com excesso de confiança,  muito autocentradas e que dizem que seguem muito as regras estão mais propensas a apresentarem um comportamento tóxico.

Olha que interessante… as pessoas que disseram que as regras devem ser sempre seguidas estavam mais propensas a apresentarem um comportamento tóxico do que aquelas que responderam que às vezes você tem que quebrar as regras para realizar algo…

Faz sentido… pessoas tóxicas sempre se apoiam em regras para justificar seus atos extremos…

No estudo, os funcionários tóxicos foram mais produtivos do que a média, isto é, levavam menos tempo para executar a mesma tarefa.  Porém, não necessariamente com mais qualidade.

Um grupo de pesquisadores da Universidade de Bern, analisou a correlação de comportamentos tóxicos (narcisismo, psicopatia e maquiavelismo) com salários e posição de liderança.

E, infelizmente, narcisismo tem uma correlação positiva com salário e maquiavelismo com posições de liderança, já psicopatia tem correlação negativa tanto com salário como com posições de liderança…. uffaaa…rsrs…

Como assim???

Pessoas com tendências psicopatas e maquiavélicas têm   facilidade de sedução e intimidação.  É comum cativarem chefes e intimidarem concorrentes. 

Porém, esses ganhos individuais vêm às custas da empresa e dos colegas de trabalho.

 

Segundo os pesquisadores de Harvardfuncionários que são expostos a outros trabalhadores tóxicos em suas equipes têm uma probabilidade 46% maior de serem demitidos por má conduta.

 

Funcionários muito individualistas (que não se preocupam com os demais a sua volta) têm 22% mais chance de serem demitidos por comportamento tóxico.  São pessoas/equipes no estágio 2 do Tribal Leadership (para saber mais leia este artigo).

2. Como demitir alguém tóxico, mas altamente produtivo?

Quando comecei a empreender, não sabia como justificar a demissão de pessoas tóxicas, pois desempenhavam bem o seu papel técnico.  Porém, em 2013, fizemos um trabalho gigante de definição e vivência dos Valores da Gaia aí tudo ficou mais fácil.

O princípio básico é: só fica na Gaia quem está alinhado com os Valores!

Por exemplo: o nono Valor da Gaia é "Espalhe Gentileza, Engrandeça as Relações”. 

Quem tem uma atitude rudeagressiva ou desrespeitosa não estará alinhado com esse valor… portanto, será demitido… mesmo que seja muito bom tecnicamente.

Isso é maravilhoso para a empresa!!!

Ao demitir uma laranja podre, você dá um sinal tão positivo aos demais, que o grupo se une, se supera.  Vale muito a pena!

3. É melhor demitir um funcionário tóxico do que contratar um superstar.

Segundo a pesquisa de Harvardsuperstar é aquele funcionário que acrescenta tanto valor, que sem ele a empresa deveria contratar uma ou mais pessoas adicionais para atingir o mesmo resultado.

Evitar um funcionário tóxico economiza para a empresa $12.489, já contratar um superstar Top 1% economiza para $ 5.303…. menos da metade!

Se compararmos o benefício da saída do tóxico com a contratação de Top 5%, 10% ou 25%, a diferença fica ainda maior.  Veja a tabela abaixo:

custo real pode ser ainda maior, pois não foram considerados alguns outros custos, como potenciais ações trabalhistas… que no Brasil pode ser algo bem salgado…

Portanto, demitir um funcionário tóxico (ou convertê-lo em uma pessoa agradável) melhora mais o desempenho da empresa do que substituir um trabalhador médio por um superstar.

Conclusões informais:

  1. ninguém aguenta ficar perto de gente tóxica (arrogante, que maltrata os outros, interesseira, etc).
  2. pior ainda quando o dito cujo tem um cargo alto (e é comum que tenha).
  3. para a nossa sorte uma turma de Harvard conseguiu provar que além de chatos os funcionários tóxicos são ruins para a empresa… rsrsrs….


Muito obrigado pela leitura!  Forte abraço,

João Paulo Pacifico

Fontes:

Toxic Workers. Michael Housman and Dylan Minor 

Do Bad Guys Get Ahead or Fall Behind? Relationships of the Dark Triad of Personality With Objective and Subjective Career Success.  Daniel Spurk, et al 

Why Bad Guys Win at Work 

 Onda Azul: 5 passos para formar equipes felizes e empreender com sucesso

 

Você tem uma experiência sobre esse assunto e quer compartilhar com outros líderes? Clique aqui e escreva seu artigo!

Ou se inspire com esses outros artigos incríveis sobre Liderança:

Autogestão: o que é, e quais os benefícios?, por Flora Victoria, fundadora do SBCoaching.

Você conhece seus principais talentos?, por Kiko Kislansky, fundador da Cazulo. 

 

Líder Academy
João Paulo Pacifico
João Paulo Pacifico Seguir

curioso, otimista e ativista ;-)

Ler conteúdo completo
Indicados para você