[ editar artigo]

Manual prático para líderes ouvirem suas equipes em home office

Manual prático para líderes ouvirem suas equipes em home office

João Pacifico, CEO do Grupo Gaia, conta como a boa escuta ajudou a resolver problemas na empresa e oferece alguns steps práticos para o líder que deseja ouvir mais sua equipe. 

 

Certa vez percebemos que uma área da Gaia não estava indo bem, havia problemas de relacionamento e de entrega. Resolvi, então, chamar um por um para conversar...  Após o papo com todos, percebi que: a líder desmotivava a equipe com seu jeito duro, uma das analistas era o ponto de apoio dos demais.

Ninguém sabia ao certo qual era o objetivo daqueles papos abertos... mas com todas as informações que recebemos, alocamos a líder para uma função mais analítica, que não envolvia gerenciar pessoas, e promovemos a analista, que vinha se destacando para a posição de liderança.  

Isso faz uns 5 anos... e aquela analista só cresceu desde então na Gaia.

Se os líderes soubessem como é poderoso ouvir suas equipes... Neste artigo, primeiro vou falar o COMO e depois o PORQUÊ... 

Como

Marque um horário na sua agenda para falar individualmente ou no máximo com duas pessoas ao mesmo tempo.  Sei que sua agenda é difícil, mas colocar muitas pessoas juntas não será efetivo.

O Começo da reunião

No começo se interesse genuinamente pela pessoa além do trabalho, pergunte como estão os dias dela, a família. Enquanto ela falar, preste ATENÇÃO... 

Opa

... Eu sei que no zoom dá pra ficar navegando na internet e balançando a cabeça pra fingir que está prestando atenção enquanto lê notícias... Acredite, você é líder, mas a outra pessoa também é esperta e percebe o seu olhinho mexendo.

Primeiro termômetro

Com base no que a pessoa disser, você já consegue ter uma medida de como ela está.  Nós somos uma só pessoa, se estamos com dificuldades com a família, isso impacta o trabalho e vice-versa.

Se perceber que fora do trabalho ela está com problemas e que gostaria de aprofundar, apoie e deixe rolar... se ela pedir conselhos, dê se sentir que pode ajudar.  Se ela não pedir, reflita se vale a pena contribuir com suas ideias.  Muitas vezes, só o fato de você ouvir já terá ajudado demais a pessoa.

O meu problema é maior do que o seu

Evite totalmente comparar problemas. Por exemplo, ela diz: “Tenho tido muitas dores de cabeça nessa pandemia”, aí você responde: “Isso não é nada, há 3 anos fui até para o hospital...”. Isso não é uma competição... não desmereça a dor da outra pessoa.

Abertas, não fechadas

Em seguida faça perguntas abertas sobre o andamento do trabalho. Pergunta aberta é aquela que permite qualquer tipo de resposta, já as fechadas são as que têm como resposta o “sim” ou “não”. 

 

Enquanto a pessoa falar, além de prestar atenção, tente deixá-la à vontade para falar.  Quanto mais ela confiar em você, mais informações e opiniões irá falar... e mais rico será o papo.

 

O manipulador

Caso sinta que a pessoa está mentindo, dê corda, uma hora ela vai se enforcar.  Ninguém consegue manter uma mentira argumentando por muito tempo sem cair em contradição.

Final

Quando der o tempo, agradeça o tempo dela, dê conselhos (se for o caso), e fale os andamentos de eventuais demandas que ela trouxer.

É muito ruim ter uma ótima reunião e depois o líder não dar andamento no que foi falado. Por isso, registre o que foi falado e o que deve fazer.

Vale a pena?

Agora que já falamos o como, por que vale a pena ouvir a equipe?

  1. Você pode descobrir problemas que nunca sequer imaginou (sejam internos ou externos).

  2. Aumento do engajamento.  As pessoas valorizam você investir o seu tempo para escutá-las.

  3. Aprendizado. Todos podemos nos tornar pessoas melhores.  Ao ouvir e refletir, aprendemos muito.

Na Gaia

Na Gaia temos alguns rituais para ouvir as pessoas:  

  1. Comunique-se: papo trimestral para ouvir o(a) Gaiano(a), e 3 pessoas com quem ele trabalha destacam seu alinhamento aos valores.

  2. EVA - Evolução, Valores e Atividades:  conversa individual sobre carreira, sonhos e desafios profissionais e pessoais.

  3. Papos aleatórios: gosto de marcar papos aleatórios para ouvir a história das pessoas.

Portanto, não deixe que o home office impeça você de desenvolver saudáveis conexões sociais com a sua equipe.

Obrigado por ler,

João

 

Você tem uma experiência sobre esse assunto e quer compartilhar com outros líderes? Clique aqui e escreva seu artigo!

Ou se inspire com esses outros artigos incríveis sobre Liderança:

 

O que faz um líder ser bem-sucedido?, por Estela Nardi, Líder no Grupo Gaia.
Gestão Humana: A importância do ouvir, por Carol Freitas, Fundadora da GUP! Desenvolvimento.

 

 

Líder Academy
João Paulo Pacifico
João Paulo Pacifico Seguir

curioso, otimista e ativista ;-)

Ler conteúdo completo
Indicados para você