[ editar artigo]

Por que você quer ser um líder?

Por que você quer ser um líder?

 

Sofia Esteves, Fundadora do Grupo Cia de Talentos, traz uma reflexão sobre o papel do novo líder. 

 

Muitos profissionais passam suas vidas buscando posições de liderança, mas por qual motivo?

A forma como percebemos palavras, objetos, ações e tudo que permeia a vida se dá pelo significado inconsciente que esses pontos provocam em nossas mentes e a liderança, ainda, é um símbolo de poder. Inclusive, ao buscar a palavra líder no dicionário o primeiro resultado é: chefe; pessoa que possui autoridade e poder para comandar os demais. 

Sendo assim, te convido a refletir:

 

 Por que você quer poder? O que você faz ou fará com isso? 

 

Por muitos anos ser um bom líder estava associado à capacidade de saber “mandar” e exercer respeito sob os liderados – respeito esse, que muitas vezes, era apenas o medo dos colaboradores de perderem seus empregos. Você se lembra quando era criança e tinha pavor de receber um castigo dos seus pais? Sabia que, psicologicamente, projetamos nossas referências de pai e mãe na maioria das nossas relações que envolvem autoridade? Claro, isso é inconsciente, mas impacta profundamente o modo como interagimos com os nossos gestores, e, também, como atuamos enquanto líderes. 

Se antes o medo era a base para uma relação hierárquica “saudável”, agora isso está mudando tende a se transformar. Profissionais do mundo todo estão ganhando voz através das redes sociais e das pesquisas especializadas em comportamento no mercado de trabalho. E é fato, o “eu mando, você obedece” está perdendo força e está claro como lideranças autoritárias e punitivas são bloqueios para a criatividade, tão necessária no cenário atual de mercado.

Ou seja, a sociedade, enquanto humanidade, está crescendo e buscando sua independência. O medo de perderem seus empregos até pode existir, mas a confiança e a coragem de inovar estão falando mais alto.

 

Então, se você quer ser ou já atua como líder é bom que você esteja pronto para se abrir a uma nova forma de gestão.

 

Hoje, um líder deve compreender que o seu maior poder não é o de concentrar o “brilho” em si mesmo, mas sim o de abrir caminhos para que sua equipe inteira encontre espaços para “brilhar”. Um bom líder é apenas um refletor do potencial do seu time. 

Um líder “tradicional” detém em si todas as decisões da sua área, limitando o poder de atuação da sua equipe, já o novo líder é responsável por enxergar e dar autonomia para as habilidades de cada indivíduo do grupo, se tornando um facilitador de talentos. Essa postura inspira os times a também criarem mais aberturas de escuta entre si, fortalecendo a confiança dentro das equipes e ampliando imensamente o potencial de agilidade e criatividade de todos os envolvidos. Esse perfil de liderança, literalmente, sai da frente e passa a se envolver com seus colaboradores, já que só assim, poderá realmente conhecer o potencial e a destreza de cada um. 

Liderar é um convite para conhecer o valor da entrega, onde o foco não é ser servido, mas sim se doar e estar à serviço dos potenciais do seu time, porque

 

a liderança não deve ser uma ambição vazia, mas, sim, um comportamento, uma postura inspirada por – e que inspira - colaboração, inovação e comprometimento. 

 

Precisamos de menos líderes preocupados com a sua notoriedade e de mais líderes que saibam a honra que é ocupar esse lugar, tão importante na influência do desenvolvimento pessoal e profissional dos colaboradores. Então, por que você quer ser um líder?

 

Boa reflexão! 

 

Você tem uma experiência sobre esse assunto e quer compartilhar com outros líderes? Clique aqui e escreva seu artigo!

Ou se inspire com esses outros artigos incríveis sobre liderança:

Liderança humanizada no home office: uma nova perspectiva para o pós-pandemia, por Susanne Andrade, Sócia-diretora da A&B Consultoria e Desenvolvimento Humano 
Liderança em 2021? Há algo de novo?, por Miguel Nisembaum, Diretor da Mapa de Talentos

 


Sofia Esteves é Fundadora e Presidente do Conselho do Grupo Cia de Talentos/Bettha. Professora de MBA e Especialização de RH da FIA e FGV
Comentarista e Colunista de Carreira GloboNewsRevista Exame
Valor Econômico e Você S/A. Membro do Conselho Banco BTG PactualBrazilian Student Association (BRASA)U-TECHIBMECInstituto SER+Savegnago Fundação Raízen
Ela também é membro do Comitê Estratégico de Pessoas Hospital Albert Einstein
Governo Federal. Especialista e Pesquisadora sobre Tendências de Gestão de Carreira e Futuro do Trabalho. 
Influencer pelo LinkedIn (650 mil seguidores) - eleita primeira Top Voices de
Carreira do Brasil em 2018 e 2019. 
Autora de 3 livros sendo o último: “Sua Carreira” – GloboNews.

 

Líder Academy
Ler conteúdo completo
Indicados para você