[ editar artigo]

PRECISAMOS DE MAIS COMPAIXÃO NO TRABALHO

PRECISAMOS DE MAIS COMPAIXÃO NO TRABALHO


Você consegue imaginar o ambiente de trabalho como um ambiente sedento de compaixão?

O dicionário nos diz que compaixão significa "Compaixão é um sentimento típico dos seres humanos e que se caracteriza pela piedade e empatia em relação à tristeza alheia. A compaixão desperta a vontade de ajudar o próximo a superar os seus problemas, consolando e dando suporte emocional."
É importante contribuir com melhor entendimento ao termo "tristeza alheia". Podemos entender por alguma situação difícil de saúde emocional, financeira ou relacional. Como também uma tristeza provocada por uma atividade que saiu errada ou aflição por causa do curto prazo para entrega de um relatório, ou angústia gerada por um erro causado, por exemplo.


Perceba que apontei cenas cotidianas... quem nunca passou por isto? 
E quantos nunca foram ajudados, ou foram julgados e até mesmo demitidos? 
Não estou aqui indo contra a meritocracia. O que falo é de colegas ajudando colegas no trabalho, fortalecendo redes de conexão, alinhando propósitos, olhando o próximo com bondade dentro de um universo corporativo que normalmente é traçado pela competição e onde "vence quem é melhor".


O cenário da competição existe, mas vem perdendo espaço, principalmente por estar cada dia mais evidente a humanização meio às máquinas e contratos. 
As relações ganha-ganha ou nada feito são praticadas não como as melhores opções, mas como as únicas opções. 


Quer melhorar o clima da empresa? Quer criar conexões e cooperação entre times? Quer ter uma equipe de alta performance?


Plante e cuide da semente da compaixão, bondade, rede de apoio e hábitos de gentileza no ambiente de trabalho. Isto reforça a confiabilidade, amorosidade, empatia e respeito entre pares e lideranças. 


E pode ter certeza, os primeiros que devem se conscientizar e praticar a compaixão são as lideranças. Uma liderança humanizada como dizemos no Movimento Capitalismo Consciente. 


As dicas acima promovem maior bem-estar, felicidade, autorrealização e produtividade no ambiente de trabalho.

E não falo aqui dos muitos livros que li, falo do livro da minha própria vida, um livro aberto que se você me acompanhar por aqui ou nas redes sociais entenderá os motivos pelo qual tenho os princípios de liderança como filosofia de vida, um estilo de vida. E também compreenderá os motivos pelos quais decido falar nas organizações de amor - cura - autotranscedência.


Assista o vídeo:


Se deseja dicas de leitura:

  • As cinco linguagens da valorização pessoal no ambiente de trabalho de Gary Chapman e Paul White.
  • Comunicação Não-Violenta de Marshall Rosenberg.
  • O jeito Harvard de ser feliz de Shawn Achor.


E você, tem praticado ou recebido compaixão? 

 


E aí, gostou do assunto? Sim? Não? Quer contribuir? Quer dar um feedback empático? Fique à vontade! Eu escrevo aqui para nós nos relacionarmos, para aprender com os colegas, para compartilhar algo que acredito ser importante para outras pessoas. Assim, saiba que sua participação é de grande espera.

Abraços fraternos,

Diógenes Marques

Líder Academy
Diogenes Marques
Diogenes Marques Seguir

Meu porque é inspirar pessoas a viver por princípios, virtudes e forças de caráter, de modo que, possamos encontrar nossa excelência humana.

Ler conteúdo completo
Indicados para você