Líder Academy
Líder Academy
Você procura por
  • em Publicações
  • em Grupos
  • em Usuários

Vulnerabilidade: coragem ou fraqueza? bom ou ruim?

Vulnerabilidade: coragem ou fraqueza? bom ou ruim?
Juliana Elorza
nov. 28 - 2 min de leitura
000

Você acha que demonstrar vulnerabilidade é sinônimo de fraqueza? 

Muita gente acha que sim. A Brené Brown, pesquisadora americana sobre liderança e escritora do bestseller “A coragem para liderar”, mostra que elementos como medo, coragem, vergonha e empatia devem fazer parte da gestão em qualquer empresa, para garantir o sucesso da organização e sua perpetuidade no mercado. 

A falta de coragem é sinônimo de mediocridade!

Opa? Como assim?

Pode parecer confuso, porque a vulnerabilidade sempre foi associada à fraqueza e não à coragem. O líder que tinha todas as respostas inspirava confiança. 

Só que liderança é muito mais do que ter todas as respostas: a liderança está na capacidade de uma pessoa assumir a responsabilidade de encontrar potencial em pessoas e processos e de ter a coragem de desenvolver esse potencial.

A vulnerabilidade aqui é justamente a coragem de agir quando não se pode controlar o resultado. Ou seja, nunca, rss

Ela conta que a maior parte dos líderes têm medo de se expor ou de errar. E, com isso, grandes ideias e projetos muitas vezes não saem do papel. Aceitar a dificuldade é um passo de amadurecimento importante para a liderança: “Agir com coragem é também conhecer o fracasso, a decepção, o revés e até a desilusão”. 

Falando em dificuldade, você é o tipo de pessoa que adia as conversas difíceis?

Por questões pessoais ou culturais, temos dificuldade de confrontos, de falar não e acabamos evitando as conversas difíceis. E criamos outro problema: falha na comunicação.   

Um líder deve ter - e saber comunicar - clareza sobre o que espera da sua equipe, sobre os resultados dos trabalhos realizados, sobre como atingir o sucesso da empresa.  A falta de comunicação clara cria uma cultura tóxica, em que o desrespeito, a desvalorização das pessoas e a falta de integridade podem prevalecer. 

Uma cultura empresarial que promova a coragem para se expor e mostre a vulnerabilidade, do líder e de toda a equipe, é o ponto de partida para uma organização com transparência e engajamento, pronta para alcançar grandes resultados. 

E aí, você acha que tem coragem para abrir conversas difíceis?


Denunciar publicação
    000

    Indicados para você